sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Frase da semana:

"Seu (sua) filho(a) vai tratar você como você trata a sua mãe..."

Verdadeiro ou Falso?!

8 comentários:

Marcita disse...

Quando eu brigava com a minha mãe, ela sempre dizia que eu ia ter filhos e eles fariam isso comigo, que eu daria ainda razão à ela.
No teu caso, se isso for verdade, é bom, afinal, você e sua mãe dão-se bem. Já eu e a minha...

vcdarcie disse...

Pra mim é falso.

Adriana disse...

vcs compraram já o carrinho? se não..tem promoção do mutsi na prenatal. De qualquer forma..se vcs ainda não compraram dá uma olhada no Bugerhoutsuperstore...o preços são mais baratos que na Baby Dump. http://www.babysuperstore.nl/

Nadja Saori disse...

Nossa.. eu não tenho filhos ainda.. por isso eu desejo demais que isso seja falso!!!! Bom, acho que depoende muito do jeito que vou tratar meus filhos, do tempo que terei para eles... que minha mãe não tinha tempo e vivia estressada... passava isso pra gente!!!
Mas eu era muito chatona e respondona com ela... eu era!!!

Ana disse...

Depende, se o filho for homem ou mulher, depende de mais coisas acho eu, mas se a pessoa fica no mesmo ambiente que cresceu, a chance que tudo seja meio parecido é grande :-) Beijocas.

Anônimo disse...

Totalmente falso. Eles nos tratam de acordo com a maneira como foram criados por nós. Minha mãe nunca foi de abraçar,beijar ou demonstrar afetividade. E eu devolvo a mesma moeda. Já minha filha é coberta de beijos e abraços diariamente. E desde os 7 meses que ela me beija e abraça espontaneamente.
Já te recomendei Why Love Matters - How affection shapes your baby's brain? Pois se não, recomendadíssimo. 2/3 do cérebro do bebê se formam até os 18 meses, por isso essa é uma fase que não volta e não se recupera. O tempo nunca volta? Pois ESSE tempo é mais importante que qualquer outro. O cérebro se forma de acordo com o tipo de interação que temos com os bebês. Atitudes como deixar chorando para que "aprenda" a dormir têm consequência pra toda a vida, mesmo que não sejam "visíveis".

Eva

Mônica Peres disse...

Espero, embora não acredite, que isto seja verdadeiro!
Poque eu trato minha mãe super bem, temos um relacionamento maravilhoso (que inclui alguns "arranca-rabo" de vez em quando) e a considero um baluarte fundamental em minha vida, não importa como nem a distância que estamos uma da outra.
Se meu filho tiver comigo metade do bem relacionamento que tenho com minha mãe, considerarei isso um sucesso!!

beijos e melhoras!
Mônica Peres

Bubusca disse...

Eu acho que não. Eu nasci no Brasil e meus filhos aqui. O ambiente e a família europeus, influenciaram muito o comportamento deles. Meu filho é mais ou menos como eu enquanto minha filha é mais parecida com o pai, bem diferente do que eu fui e sou com minha mae. Por outro lado eu nao eduquei meus filhos como fui educada. Eles têm mais liberdade pra certas coisas, do lado financeiro as coisas também sao diferente, enfim, quase nada é igual. A unica coisa que meus filhos receberam de mim e que eu recebi também foi muito amor. Isso é muito importante. Mas até agora nao acho que meus filhos me tratam como eu tratei minha mãe, nao. Talvez mude mais tarde, mas até agora tudo é bem diferente.

Tereza (Bruxelas)