sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Da série: você responde...

Conversa entre pais-colegas...

Meu colega: ... nós levamos o babyphone nas férias e de noite, nós colocávamos os filhos na cama e íamos jantar no restaurante com o babyphone do lado. Na segunda noite, a gente achou que estava silencioso demais e foi aí que nos demos conta que nos tíramos a chave-cartão que liga a eletricidade do quarto... Ou seja, o babyphone não funcionava, burrada nossa, mas sossego a gente tinha...

Outro colega: nós também levamos o babyphone e íamos ao bar ou ao restaurante do hotel à noite quando as crianças íam pra cama. Uma maravilha!...

Eu: Ué, num foi assim também que a Madelaine 'desapareceu'?!...

Eles: yep...


Você teria coragem??!...

5 comentários:

Monica Peres disse...

Né??

Maldades a parte esta é uma boa reflexão!

O mundo está sim cheio de pedófilos e amalucados, mas tem coisa que só mesmo o limite entre o egocentrismo e a razão explicam.

No caso da Madeleine, deixar uma criança em um país estrangeiro (na verdade 3 crianças) sozinha e sair para jantar a 50 - 100 metros de distância?

Contrata uma babysitter, leva a sogra, a prima, deixa em casa com os avós, para que correr este risco??

Sei lá, depois crucificam aquelas que não querem ter filhos e fazem esta opção consciente, mas para ter um filhote e fazer certas coisas, me parece patético.

Pronto, falei!
bj

Jaboticaba Preta disse...

Meu pensamento foi o mesmo quando terminei de ler a primeira frase.

Eu não teria coragem de deixar um filho sozinho, ainda mais em terra estranha.

Marcita.blogspot.com disse...

Por isso muitas Madeleines ainda vão desaparecer (se bem que no caso daqui de Portugal eu não acredito que alguém tenha raptado a miúda. Tens q ver um documentário chamado "A verdade da mentira"). Para os pais, essas coisas acontecem com os outros, não com eles.

Lelya disse...

Em uma palavra apenas: nunca!

Ana disse...

eu ia fazer o comentario da Marcia, aquele desaparecimento da tal menina foi muito estranho, com tanta criança dando sopa por aí, ia ter ladrao que ia se aventurar dentro de um hotel e ainda por cima sabendo que a criança estava sozinha...realmente o cara tinha bola de cristal ! E sim nem o gato tenho coragem de deixar 24 horas sozinho... ir jantar e deixar filho em quarto de hotel ia ser muito dificil...beijos.