quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

E a novela continua...

Nesses últimos dias, ou seria semanas, muitos amigos e conhecidos estão seguindo a minha novela de trabalho atentamente e sentindo o suspenso.

Então vamos a mais um capítulo.

Ontem eu fui na empresa na caixa-prego receber a oferta de trabalho da gerente de RH.
Conversa de lá, conversa de cá, ela ficou de me mandar o cálculo do valor líquido mensal do salário proposto.

Na nossa conversa eu disse que sabia que a minha empresa atual pagava muito bem. Falei honestamente que ficaria satisfeita com uma oferta que em que financeiramente eu não fosse para trás. No entanto, eu já sabia que o que eles me ofertaram estava abaixo do meu salário atual.

Esperei chegar em casa e fazer os cálculos e colocar todos os pontos na balança. No final das contas, a conclusão foi de que eu iria para trás em vários quesitos. Além da grande diferença no lado financeiro, também no quesito pessoal (a distância do escritório e as viagens p/ o exterior).

Pedi ajuda do marido para elaborar a resposta e fazer a contra-proposta. Mandei inclusive um comprovante do meu atual salário como prova da minha honestidade.

Diga-se de passagem, negociar faz parte do negócio, mas sinceramente, eu acho um porre.
Tem que ser objetiva e ter paciência.

Por mais que a minha contra proposta seja alta pelo que eles tinham em mente, eu acredito que ainda tenho chances. A própria gerente falou que achar profissionais qualificados nessa região ou pessoas dispostas a ir trabalhar lá na esquina da Holanda é difícil. Sem falar que a vaga já está aberta desde agosto do ano passado e 11 candidatos foram 'rejeitados'. Ela disse que o Darth Vader* (ex-gerente da empresa que me ofereceu o emprego) é bastante exigente e não aceita qualquer um.

Agora é aguardar.

Enquanto isso, aqui na empresa, o Vendedor de Carros voltou de férias essa semana e me perguntou como foram as minhas entrevistas. Perguntei: Que entrevistas? Se eu não fui convidada para nenhuma.
Por incrível que pareça ele pareceu surpreso com a minha resposta. E de acordo uma das recrutas de RH aqui da empresa disse que já houve sérias discussões a meu respeito. Parecem que eles não querem me perder. A bola agora está no campo deles e eles tem que me oferecer algo.

Estou agora brincando de malabarista. Procurando manter todas as bolas no ar até ter uma proposta para qual eu possa tomar uma decisão acertada.

Tem que ter paciência. E muita!

PS: O motivo de apelidá-lo de Darth Vader tem a ver com um problema respiratório que ele tem e que o faz soar exatamente como o tal personagem de Guerra nas Estrelas..

Um comentário:

Nadja disse...

Boa sorte!!! Vou ficar torcendo!!! Beijão!