segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Por que com ela ía ser diferente, certo?

(ex-)Mulher de Dado quer separação amigável (umrrum) depois de agressão do marido.
Tá, só ela que não sabia que ele era violento, certo?!

O mais interessante que na manchete que anuncia o caso, diz: "Sobre o processo de divórcio, o advogado disse que Viviane não prestará queixa por agressão na Delegacia de Apoio à Mulher (Deam) e que não pretende processá-lo. Ela ainda não decidiu os termos da separação a respeito da pensão de João Valentim, de 8 meses, ou à residência recém-adquirida em Itanhangá."

Agora me diz: é só eu que acha esses casos de divórcio sobre a acusação de violência, mas sem queixa na polícia estranho?
Quem é que não fica com a pulga atrás da orelha pensando que ela não vai usar isso como uma maneira de 'coagir' os termos da separação?

E por outro lado, esse Dado já devia estar vendo o sol nascer quadrado há muito tempo! Não entendo como tem gente que ainda gosta & defende ele! Vai entender?... Mesmo que a mulher fosse um pentelho pior que a Piovani (dúvido!), não justifica a violência. Nada justifica a violência!...
Tá na hora de mandar esse cara pro xelindró e djá!...

Eu heim!

3 comentários:

Anônimo disse...

Olha, o Dado nem é réu primário, por isso a sentença de regime semi aberto.
Agora, a moçoila não pode dizer que casou enganada, nénão?!?

Bjks,

Cris

Simone disse...

Primeira coisa que eu não entendo, é como alguém se envolve com um parceiro que está sendo processado por agressão a outra namorada. Tem coisas que simplesmente não faz sentindo, tem hora que eu acho que elas pagam pra ver se com elas vão ser diferentes.

Eliana disse...

Eu não digo nada se ele logo logo aparecer com uma terceira mulher por aí!É um vexame!