sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Ritual

Geralmente ando acordando uma ou duas vezes por noite. Entre 1:30hr e 2:00hr da manhã e de novo por volta das 5:30hr até as 6:30hr, quando Amore sai para trabalhar. Depois volto a dormir e só levanto lá pelas 9hrs (uma benção nesse inverno Holandês!). Antes das 9hrs eu não saio da cama a não ser que eu tenha algum compromisso (consulta por exemplo).

Entre 9:30hr – 10hrs eu tomo o meu café da manhã sossegada. Lendo alguma coisa, ouvindo música, vendo o que tenho ou vou fazer naquele dia. Geralmente faço alguma atividade qualquer como lavar ou passar roupa ou saio com uma das minhas irmãs ou minha mãe.

De tarde, eu lancho quando bate a fome e depois, se preciso, descanso mais uma horinha na cama ou no sofá se eu estiver em casa. Geralmente sempre entre 14:00hr e 15:00hrs. Em seguida, leio um livro ou assisto tv (Oprah) ou um dvd (House) e por volta das 16hrs, eu começo a preparar o jantar, já que Amore chega por volta das 17:15 – 17:30hr em casa.

Jantamos juntos, assistimos um pouco de tv e lá pelas 20hr - 21hrs eu me preparo para a minha hora “zen”, ou melhor, o meu ritual de banho. Ultimamente ando me refestelando na banheira com frequência. Isso tem me feito muito bem para relaxar, diminuir as dores das costas e dormir melhor à noite. Confesso também que o nosso banheiro é um dos meus lugares prediletos em casa. Nele, eu posso diminuir as luzes para um ambiente mais suave, acender velas e ler um bom livro na banheira enquanto a água quente e meus produtos da Rituals me relaxam os músculos. Só saiu de lá quando as minhas mãos e pés estão com pele de velhinha. Nunca é menos do que meia hora de banheira e depois mais uma chuveirada com o jato de massagem.

Vou pra cama bem relaxada e termino a jornada do dia lendo livro até 23hrs ou meia-noite. Até que tudo começa do zero outra vez...

É..., não há muito o que falar e nem novidades a contar quando se passa os dias assim. Verdade é que, para quem trabalha já desde os 16 anos, essa fase zen tem sido uma mudança radical na minha vida, mas que me parece essencial para mim.
Preocupações e estresse continuam acontecendo... Entre elas, uma séria com o meu irmão no Brasil e outra com o meu cunhado Ed (irmão de Amore) que está agora em casa, desempregado, por que a empresa também faliu devido à crise. Mas, não há nada que eu possa fazer e ficar me preocupando não é bom para a mim e para o meu filho que está prestes a nascer...
No momento, eu preciso mesmo é dessa fase zen. Preciso curtir esses dias e preciso mesmo aprender a relaxar, afinal de contas, crises vão e vem, mas a vida só vai... não tem mais volta...

3 comentários:

Monica Peres disse...

Aproveite muito esta fase, pense em você e descanse o maxímo possível, após o nascimento do fofucho isto muda radicalmente, você vai até rir ao ler este post daqui a 3 meses!
Curta seu momento!
bj
Mônica Peres

Marcia-Rotterdam disse...

Pois é, eu ia dizer o mesmo, como diz a música, nada será como antes!

Paula disse...

"crises vão e vem, mas a vida só vai... " bem dito!