segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Respondendo perguntas...

- Quais são as últimas da gravidez?
Fomos na quinta passada na obstetriz. Como já comentei no post anterior, o bebê já está em posição. A parteira não esperava isso, por que aconteceu mais cedo do que o previsto, mas disse que não há motivos para preocupação. O bebê está bem e o importante agora é descansar o máximo possível.

Fora isso, a minha pressão estava um pouco alterada para as minhas normas, mas também nada para ficar alarmada. Pressão é algo que se altera facilmente, basta subir escadas. No final da consulta ela mediu a pressão novamente e esta já tinha se normalizado. Provavelmente na visita da semana que vem (a partir da 30 semanas as visitas passam para cada 2 semanas) eu vou ser indicada para um fisioterapeuta por causa de “bekkeninstabiliteit” (instabilidade da bacia).

Nesta quarta-feira vamos na noite de informação no hospital. Teremos uma visita guiada pela secção de maternidade e receberemos explicação de como é que eles funcionam. Por um lado, eu acho que tenho “sorte”, por que o hospital da minha região foi o 2º colocado entre os 100 hospitais na Holanda e espero que com isso eu escape de um péssimo atendimento como o que a minha irmã Kika sofreu no hospital de Leiderdorp (nr 70 da lista) quando ela teve o meu sobrinho...

- E o trabalho?
Na semana passada tive 2 dias brabos e acabei tendo um piripaque no trabalho.
Ao invés de estar finalizando e transferindo as minhas atividades para os outros, tinha gente querendo me passar mais trabalho.
Durante a reunião de equipe eu perguntei se alguém alí pensava que a minha barriga era de cerveja e não de gravidez?

Na minha área de trabalho eu sou (quase) sempre a única mulher da equipe e é uma raridade eu ter uma colega mulher na mesma área. Dito isso, se eu dividir os meus colegas em grupos, eu posso dizer que 30% são pais (ou seja, já tem pelo menos uma experiência com mulher grávida e tem, no mínimo, um certo nível de informação sobre gravidez), outros 30% tem namorada/mulher, mas não tem filhos por escolha própria ou não (esses não tem experiência com mulheres grávidas, mas também não são completamente leigos) e os outros 40% são “nerds”, sendo que uma boa percentagem deles nunca sequer tiveram uma namorada e são anti-sociais, imagina o que é para eles tentarem entender o que se passa com uma mulher grávida!?
Por causa disso, às vêzes, é um grande desafio se dar com a maioria desses meus colegas sem que eu precise dar detalhes da gravidez, da minha intimidade ou sem parecer que eu estou colocando a gravidez como obstáculo no meu trabalho.

No final das contas, eles riram (bastante) da minha pergunta e eu expliquei que os prazos do projeto podem mudar como eles quizerem, mas que eu não tenho como mudar o prazo da gravidez. Além do mais, eu só trabalho mais 3 semanas e não seria muito inteligente me passar novos trabalhos que eu não tenho como terminar antes de sair de licença.
No fim, eles entenderam o recado e uns acharam engraçado como eu encarei a situação.

Além disso, eu passei a trabalhar 1 à 2 dias por semana de casa. Isso sim é tudo que eu precisava! É beeeem mais tranquilo e agora eu consigo descansar mais de manhã! Sem falar que eu não perco mais 2 horas de “viagem” de ida e volta do escritório.
Tenho consciência que isso só é possível por questões de confiança, senão eles não me dariam essa liberdade. E não dá pra imaginar a minha gratitude nessas horas (e durante essas manhãs!)...

- Como vai o quarto do bebê?
As paredes foram todas rebocadas perfeitamente por Amore. Até ele se surpreendeu com o resultado do seu próprio trabalho. Além disso, já está tudo pintado. Semana que vem, quando ambos entramos de férias por 2 semanas, ele irá colocar o laminado.
Os móveis do quarto ainda não foram entregues, mas ainda estamos no prazo.
Esperamos recebê-los até o início de janeiro!

Falta agora achar o pano para as cortinas. Vimos um, mas achamos o preço absurdo (40€ o m2), por isso teremos que ir a caça de outro. O bom é que a minha sogra se ofereceu para fazer as cortinas e como eu sei que “não basta ser vó, tem que participar”, ela irá fazer as cortinas com o maior prazer e orgulho. Sem falar que o trabalho dela de costura é perfeito. Então agora só falta achar o pano!..

- Como vai os preparativos para o chá de bebê?
Tudo sobre controle! A Cris se candidatou agora a organizar o resto, mas até onde eu pude facilitar, eu fiz. Somente 2 convidadas queridas não estarão presente: a Bia e a Marcita. Mas, todas as outras confirmaram a presença.
O “menu” para o dia também já está pronto e a minha irmã mais velha e a minha mãe irão me ajudar. Já estou até sonhando com as esfirras da minha mãe! Ai ai ai!

Fora isso, eu convidei a minha sogra, cunhada e avó (que será bisavó) para o chá de bebê. Como a minha sogra e (bis)avó não queriam saber o sexo do bebê até o nascimento, eu coloquei a decisão nas mãos delas, já que se elas vierem à festa elas com certeza ficarão sabendo o que será.
A minha sogra não quer perder o evento de jeito nenhum. Na verdade, ela ficou super-entusiasmada com a idéia e de acordo com ela, ela pelo menos conseguiu aguentar a curiosidade até um mês antes do bebê nascer. Então, ela virá. Só não sei agora se a (bis)avó virá ou não... Veremos!

E os cartões de nascimento?
Enfim, busquei os catálogos de amostra numa gráfica perto de casa que abria ½ hr mais cedo.
Dessa vez a escolha do cartão não foi tão fácil como o convite de casamento.
No final das contas, acabei cedendo a escolha de Amore. Ultimamente até parece que eu sou uma pessoa fácil, por que ando cedendo tudo facinho, facinho!... Na verdade, eu estou deixando para discutir minhas opiniões para assuntos realmente importantes...

Mas, voltando a falar do cartão de nascimento tradicional Holandês, para quem não sabe, o cartão deve ser imprimido e enviado de preferência no dia do nascimento ou um dia após. Na regra geral, você escolhe um cartão na gráfica, manda encomendar a quantidade que você acredita que enviará e faz um “cartão teste” com antecedência com a parte do texto que não mudará mais. O texto do cartão de nascimento pode ser dividido em 2 tipos: o variável e o fixo. O variável são os detalhes como o nome do bebê (que é surpresa até o último momento, se lembram?!), o dia e hora que nasceu, o peso e o tamanho do bebê. O texto fixo, você pode determinar com antecedência que são na maioria das vezes um versinho para expressar a felicidade do nascimento do novo membro da família, as horas que não se deve ligar por que mãe e bebê descansam e os contatos (end. + tel) caso a pessoa queira fazer uma visita. Esse você já deve ter definido quando fizer o cartão-teste.

No dia que o bebê nasce, o pai liga para a gráfica (em horas de trabalho) e dá os detalhes do (nascimento) do bebê. Se os dados forem passados até +/- 15hrs da tarde do mesmo dia do nascimento, os cartões são imprimidos imediatamente e podem ser enviados recém-saídos da máquina pelo correio.

Aqui vão dois exemplos de cartões de nascimento de bebê e não, não é nenhum desses o que nos escolhemos! ;)





Fui!

4 comentários:

Anônimo disse...

Oi Holandesa,
Realmente o fato do bebe ja estar na posicao certa nao significa que ele vai nascer amanha! :)
Meu bebe ficou na posicao certinha desde o 5o mes de gestacao. O que me disseram e que corria o risco dele virar de novo, mas nao aconteceu... Ele ficou la, direitinho, ate a 38a semana, quando ele nasceu.
Boa sorte!
Lelya

Ana disse...

Que bom que vc vai poder sossegar em casa, eu sou daquelas que acha que mulher precisa de um resguardinho no final da gravidez. Beijos e bom repouso (nem que seja um pouquito).

Anônimo disse...

Oi Holandesa,

Nao se preocupa mesmo com a posicao do nene, o meu filhote jah estava encaixado desde da 30o. semana, e medico e parteiras todos ficaram bem positivos com isso, pq a preocupacao deles mesmo eh se o nene nao vira e fica sentado ou atravessado. Entao, fique feliz pq eh uma preocupacao a menos. E aproveite mesmo essas manhas e as semanas anteriores ao parto e relaxe, cuide de vc, mime-se, aproveite o maridao, as poucas semanas de vida a dois e muito importante meeeessssmo durma!Ai que delicia, tah chegando a hora, e parece que foi ontem que vc anunciou a gravidez...beijao
Celia Snowdon
celiamng@hotmail.com

Paula disse...

WOW já está tudo encaminhado, planejado.. agora vamos ficar por aqui esperando chegar o dia!
Que bom que você conseguiu esses dias para trabalhar em casa. É realmente uma dávida!
Bjs