quinta-feira, 18 de novembro de 2010

A intensidade da perda...

Da tristeza...

Ainda é forte e paupável a dor em nossos rostos, em nossos corações. Sky morreu no final da tarde/início da noite de segunda. Amore tirou a terça de folga e passou o dia sentado no chão, velando o Sky.

O que mais me surpreende é que marido não é religioso, não acredita em vida após a morte, nem em Deus. É ateu. No entanto, desde segunda à noite ele está acendendo velinhas para o Sky. Perguntei pelo significado, e entre lágrimas, ele diz que é para iluminar a passagem dele para o outro lado... No final de contas, é amor pelos animais e pela perda deles (amore já perdeu o cachorro de infância dele) que está fazendo o meu marido querendo acreditar que há algo mais além dessa vida...

Filhote, por mais novinho que seja com o seu 1 ano e 9 meses, já estava bastante apegado ao Sky. Nas últimas 2 semanas, filhote dava comida pra ele. E mesmo não sabendo falar muitas palavras ainda, S. chamava por ele e quando o via dizia 'Ky'.

Quando filhote viu o Sky na caixa, ele queria entrar e deitar com ele, deitar com o "Ky"...
Na hora de se despedir, ele fez um carinho nele e disse 'tchau, tchau, Ky" e acenou se despedindo.
Isso tudo tem feito do meu coração um montinho de pó de tão quebrado que está...

Sky era um gato tão especial que todo muito que o conhecia gostava demais dele. Tinha gente na rua que parava para acareciá-lo. Ele era amigo de todos. Para o meu filho tentar dizer o nome dele antes mesmo de dizer outra coisa, já indica o quanto o gato era carinhoso e sociável. Até 2 pessoas que foram na minha casa e não gostavam de gatos, depois de terem conhecido o Sky, diziam que ele era uma exceção.

Muita gente me ligou e apareceu. Todo mundo que o conheceu de perto chorou por sua perda. E eu ainda o vejo por todas as partes... Sei que ele foi um gato feliz, sei que demos uma vida muito boa a ele durante esses 10 anos. E agora só fica a saudade e as provas que ele fez parte das nossas vidas e da nossa felicidade (até mesmo no dia do nosso casamento, onde ele está nas fotos e fez questão de batizar a cauda do meu vestido com suas patinhas...)

São muitas as recordações...

Sobre a última despedida...

Sky ficou com a gente em casa até terça-feira à noite, quando levamos para o veterinário para ser encaminhado para o crematório. Sábado, ao meio-dia, nós íremos lá. Sky estará numa sala separada para a nossa última despedida e de lá será cremado. Traremos as cinzas dele para casa e íremos jogá-las ao pé da árvore favorita dele no quintal.


Pelo menos, ele virá de 'volta pra casa'...
*
*
PS: à todos: obrigada pelas mensagens, telefonemas e carinho...

4 comentários:

Simone disse...

Gente que dor no coração dar ler o seu post.

Eu amo animais mór. Eu não quero nem pensar na possibilidade um dia de receber a noticia de não ter mais meu filhote de 4 patas. Eu vou ficar incosolavél, perder o chão. É muito amor, dedicação que agente recebe em troca desses bichinhos.

meus sentimentos pela sua perda, Com certeza Sky vai estar em algum lugar bem legal, olhando todo o amor que vcs sentem.

Beijos

Marcita disse...

Minha amiga,
Acho que você fez uma excelente escolha para deixar o Sky sempre por perto. Emocionante a tua descrição de tudo. Eu vou às lágrimas sempre que lembro dele.
Lindo o que M fez e o que a vela significa para ele.
Um beijo e um abraço apertado de todos nós aqui (E. ficou muito sentido também).

Tereza (Bruxelles) disse...

Nós também perdemos um gato da mesma maneira. sei o que vocês estão sentindo...

Line disse...

Eu amo animais, amo minmha cachorrinha e morro de medo de perdê-la. Nem gosto de pensar. Imagino seu sofrimento, porque eu perdi dois cachorros de infância, um com 18 anos e a outra com 17 anos, bem velhinhos mesmo. Dói muito, a casa fica silenciosa, fica faltando alguma coisa.
Força pra vcs...