quinta-feira, 7 de agosto de 2008

À pedido da Pacamanca

Aqui vão algumas dicas de Istambul...

Em geral:

- A parte asiática é mais tranquila e pacífica. Os atentados e conflitos acontecem praticamente só na parte Européia. Nós ficamos num hotel na parte asiática onde também fica o escritório da nossa empresa.

- Os turcos da parte européia se consideram mais “desenvolvidos” (modernos até mesmo no conceito religião) do que os Turcos da parte asiática. Os Turcos europeus agem também como se fosse superiores aos outros.

- Istambul é considerada a cidade das contradições – é o modernismo versus as tradições regiliosas e culturais. Em Istambul há até uma lei que proíbe o uso de véu ou pano na cabeça das mulheres em orgãos públicos e governamentais como escola e “prefeitura”.

- Istambul me lembrou o Brasil. Lembra São Paulo com seus milhares de prédios, seus ônibus lotados, seus shoppings centers modernos e chiques. Em Istambul moram cerca de 13 milhões de habitantes. Ou seja, a cidade é enooorme!...

Pontos turísticos & históricos:

- Os mais famosos pontos turísticos e históricos se encontram na parte Européia. É nessa área que se encontra a cidade antiga conhecida como Constantinopla. Ainda há ruínas dos muros, mas muito já foi destruído devido à regimes políticos e terremotos.

O que vale à pena visitar em Istambul é:
- A Mesquita do Sultão Ahmet – também conhecida como “A Mesquita Azul”.
- A Hagia Sophia – que originalmente foi a maior igreja católica do mundo até a construção da Catedral de Sevilha, depois passou a ser uma mesquita e hoje em dia é um museu.
- O Palácio Topkapi – que era o palácio dos sultões e seus harens.
- Um passeio pelo rio Bosporus (com vista para a cidade antiga, os palácios, as pontes, etc...)

Dicas de hotéis e restaurantes eu só posso dar de onde eu fiquei e o que me agradou. Neste caso, o hotel foi o Mariott Asia (mas fica longe das atrações turísticas) e o restaurante da foto foi o Villa Bosphorus.

Detalhes:
- Se vc é turísta mulher – vc só pode entrar em mesquitas com roupas “decentes”. Nada decotado na altura dos seios, nada de camiseta regata ou saia e bermuda acima do joelho. Também, por questão de respeito, leve um lenço e cubra a cabeça num lugar religioso.

- O que eu achei curioso foi os colegas turcos me dizerem que somente os homens vão as mesquitas rezar. As mulheres, por mais que não sejam proíbidas, não vão. Só vão em ocasiões especiais como um enterro, por exemplo.
Como turista, todo mundo é bem-vindo, mas é pedido discreção e respeito ao entrar num dos templos.

- Cinco vêzes por dia, se vc estiver perto de uma mesquita, vc escutará aclamações (que mais parecem um chororó) através um alto-falante. Eu pensava que aquilo era alguma reza, até que me falaram que era o chamado da mesquita para os homens irem até lá rezar...

- A melhor forma de se explorar Istambul (e talvez também a mais segura) é “contratar” um táxi por um dia inteiro por uma quantia fixa. Assim ele levará vc a todos os pontos turísticos que vc quiser e vc não correrá o risco de se “perder”, ou então, perder tempo que pode ser escasso.

- Não se espante com o controle de segurança nos hoteis de melhor qualidade. Eles também têm aquele sistema de colocar os seus pertences numa esteira com um scanner enquanto vc tem que passar por aquela “porta detectora de metais”. Isso é bastante normal em alguns países dessa região.


Enfim, isso é tudo que eu posso dizer de Istambul. Não consegui fazer os passeios turísticos que eu quiz, por que o meu trabalho não deixou, mas quem sabe voltarei aqui para passar uns dias. Acho que uns 4 à 5 dias são idéias para ver tudo com calma. Mas do que isso não me parece necessário.

E a próxima viagem (à trabalho) também já está marcada. Será no próximo domingo com destino a Varsórvia – Polônia....

4 comentários:

Anônimo disse...

You amaze me with your ability to globe trot! Since I'm paranoid about visiting other countries, I'll just travel through your blog!
Paula in Jackson!!

pacamanca disse...

Muito obrigada, já anotei algumas coisas :)

Daniela disse...

Eu também queria uma dica, qual empresa que você fez o passeio de helicopteros pelo Grand Canyon? Não é para mim infelizmente :) mas para uma amiga.

Anônimo disse...

Lindas fotos! Definitivamente quero ir um dia. Abs, Marcia